Electric Komle – Live!

Bushman's Revenge: “Electric Komle – Live!” (Rune Grammofon)

Rune Grammofon

Gonçalo Falcão

Este disco foi gravado em 2012 durante um concerto ao vivo no festival de Molde e reproduz o modelo dos concertos dos Bushman's, o mesmo que pudemos ouvir recentemente na Casa da Música. O fumo no palco e um bombo de muitas polegadas foram aqui o primeiro sinal de que a coisa seria diferente e que vinha aí muito rock.

E, de facto, fomos atacados por uma massa poderosa, com o baixo a fazer linhas alucinadamente interessantes e ao mesmo tempo focadas e repetitivas. A guitarra entregava os temas e encarregava-se da maior parte dos solos. E a bateria mantinha-nos presos em torna-viagem, entre a batida roqueira e a elegância complexa do jazz.

“Electric Komle” é exactamente assim, apoiando-se quase totalmente nos temas dos dois últimos lançamentos de estúdio (“A Little Bit of Big Bonanza” e “Jitterbug”) e incluindo “Lonely Woman” de Ornette Coleman. Esta é, sem dúvida, das bandas actuais que mais me motivam, com frases poderosas mas ao mesmo tempo inteligentes, sofisticadas e flutuantes e, não obstante o pragmatismo do punk, uma grande beleza e criatividade harmónica.

Extremamente ensaiados e ao mesmo tempo livres e soltos, os Bushman’s Revenge falam ao coração com esta mistura que, não sendo nova no jazz, é feita de forma inovadora por este trio.

  • Electric Komle – Live!

    Electric Komle – Live! (Rune Grammofon)

    Bushman's Revenge

    Even Helte Hermansen (guitarra eléctrica); Rune Nergaard (baixo eléctrico); Gard Nilssen (bateria)