, 7 de Agosto de 2013

Muzz nas Galveias

Com organização do jornalista Pedro Tavares (Rua de Baixo, Le Cool Lisboa e Magnética Magazine) e do artista visual André Tasso Simões, vai ter lugar no Jardim do Palácio das Galveias, em Lisboa, de Agosto a Outubro, um ciclo de concertos quinzenais totalmente dedicado a novos projectos do jazz e da música improvisada de expressão nacional. O nome: Muzz, com as duas primeiras letras de “música” e as duas últimas de “jazz”…

A série tem início já a 17 de Agosto, sempre às 19h00, com o grupo Clocks and Clouds, reunindo Luís Vicente (trompete) a dois membros do Red Trio, Rodrigo Pinheiro (piano eléctrico Fender Rhodes) e Hernâni Faustino (contrabaixo), e a Marco Franco (bateria), o mesmo dos grupos Mikado Lab e Tim Tim por Tim Tum. No dia 31 do mesmo mês apresenta-se Bruno Silva (guitarra eléctrica), com o repetente Hernâni Faustino e Gabriel Ferrandini (bateria), o motor do Motion Trio.

Em Setembro, a 14, volta ao escrutínio do público um projecto recentemente estreado que está a causar algum impacto: Rodrigo Amado (saxofone tenor) com Luís Vicente, João Hasselberg (contrabaixo) e João Lencastre (bateria). A 28 vez para Bruno Parrinha, de regresso aos saxofones alto e soprano depois de uma dedicação aos clarinetes, em associação com a guitarra de Luís Lopes e o violoncelo afinado em quartas, como um contrabaixo, de Miguel Mira.

No dia 12 de Outubro toca a solo a violoncelista e cantora Joana Guerra (foto acima), sob a designação Gralha, chegando a iniciativa ao seu termo com um valor já confirmado da improvisação por “drones”: Pão, ou seja, Pedro Sousa, Tiago Sousa (teclados) e Travassos (electrónica).