, 26 de Agosto de 2013

ReMoTeImPLoV: improvisação composta

Com concepção e coordenação de Rodrigo Gobbet (foto acima de Nuno Martins), o álbum “ReMoTeImPLoV – Paragon for Chance” está já disponível para descarregamento na ”netlabel” brasileira Mansarda Records, incluindo contribuições de dois portugueses: a cantora Maria Radich e o contrabaixista Álvaro Rosso.

Gobbet foi fazendo recolhas de solos de improvisadores das mais diversas tendências em 10 anos de viagens pela América do Sul e pela Europa, a fim de os trabalhar em estúdio, combinando as gravações e acrescentando sons (baixo eléctrico) de sua própria autoria. Algo de semelhante ao que, em Portugal, realizou (via Internet) um Miguel Feraso Cabral com o Nevermet Ensemble, com a diferença de que o músico brasileiro fez questão de privar e de tocar com os músicos envolvidos nos seus próprios países: a transformação do processo de pós-produção numa prática composicional.

Com uma particularidade: na intenção – comunicada previamente a todos os participantes – de Rodrigo Gobbet estava a ideia de que as combinações seriam «aleatórias». Ou seja, a própria composição/mistura final foi improvisada. A iniciativa é apresentada como um «protótipo para caminhos a serem trilhados num mundo sem fronteiras», colocando «em foco as múltiplas conexões e possibilidades de diálogo entre linguagens artísticas supostamente distantes.»

Além de Radich e Rosso intervêm o espanhol Vasco Trilla (percussão), os brasileiros Gustavo Bode (trompete) e Rómulo Alexis (trompete e instrumentos de palheta), o inglês George Hadow (percussão), o argentino Matias Fisher (trompa), a austríaca Gloria Damijan (piano de brinquedo e objectos) e o japonês Maresuko Okamoto (contrabaixo), que Gobbet conheceu em Portugal, quando ambos participaram na edição de 2012 do MIA – Encontro de Música Improvisada de Atouguia da Baleia. De referir ainda que a ilustração da capa do álbum é da portuguesa Rita Draper Frazão, artista que colabora com a jazz.pt.

“ReMoTeImPLoV” foi apresentado em Lisboa, em Julho passado, no contexto da Trienal de Arquitectura de Lisboa, e estará no Süden Firenze>Berlin de 26 de Agosto a 8 de Setembro, na Alemanha.