, 19 de Novembro de 2013

Trem Azul passa a ser bar

Até agora era reconhecido como Trem Azul Jazz Store, mas a partir do próximo dia 29 de Novembro o espaço ocupado no Cais do Sodré (Rua do Alecrim, 21-A), em Lisboa, pela Trem Azul e pelos seus braços editoriais, a Clean Feed – uma das cinco mais importantes “labels” no que ao jazz diz respeito, segundo a imprensa especializada internacional – e a Shhpuma, ganha uma nova natureza: passará a ser um Trem Azul Record Shop Bar (foto acima de Hernâni Faustino).

De loja de discos com concertos esporádicos torna-se, assim, num bar com loja de discos e uma agenda mais regular de música ao vivo. O que significa, também, novos horários de funcionamento: de segunda a quarta-feira estará aberto das 14h00 às 19h30, e de quinta a sábado das 14h00 às duas da madrugada.

O arranque faz-se com um duplo concerto. O primeiro, às 21h30, é a apresentação de um novo lançamento da Shhpuma, o álbum “Timespine”, do trio de Adriana Sá, Tó Trips e John Klima. A seguir toca o Lana Trio, formado por três músicos da nova geração de improvisadores noruegueses.

Esta nova fase do projecto será ainda assinalada com uma intervenção artística de André Lemos, Ana Menezes e Amanda Baeza, e quem lá for encontrará ainda uma exposição de Bernardo Rodrigues. Logo na noite seguinte, de 30 de Novembro, mais música, com a comemoração do 10º aniversário de uma editora igualmente importante nos circuitos da música electrónica, a portuense Crónica, com actuações do duo @c, formado por Miguel Carvalhais e Pedro Tudela, e do alemão Marc Behrens, com um “DJ set” final de Paulo Vinhas.