, 29 de Julho de 2014

Mais jazz na Parede

O jazz vai voltar à Sociedade Musical União Paredense já em Setembro, depois da estreia em Junho e Julho com a série Combat Jazz. É na vila do concelho de Cascais que se realizará o 1º Festival de Jazz e Música Improvisada da Parede, uma iniciativa da associação Cultura no Muro para a SMUP, com programação de Rui Eduardo Paes exclusivamente focada em músicos portugueses.

A partir das 22h00, apresentam-se a 26 de Setembro o duo Eitr (Pedro Sousa em saxofones e electrónica e Pedro Lopes em gira-discos e electrónica) e um novo trio constituído por Rodrigo Amado (saxofone tenor – foto acima de Vera Marmelo), Miguel Mira (violoncelo) e João Lencastre (bateria). No dia 27 tocam, também em trio, Paulo Chagas (saxofone alto e outros instrumentos de palheta), Fernando Simões (trombone) e Pedro Santo (bateria, percussão) e o duo de David Maranha (órgão Hammond) e Gabriel Ferrandini (bateria, percussão).

O minifestival  inclui ainda uma conferência de Paes, a 26 (19h00), dedicada ao tema “Do que Falamos Quando Falamos de Improvisação”, um “workshop” conduzido por Chagas (prevendo-se a inclusão de participantes seus no final do concerto Chagas/Simões/Santo) e, com arranque à meia-noite em ambos os casos, dois “DJ sets”, um de Pedro Costa incidindo sobre o espólio das editoras Clean Feed e Shhpuma (26) e outro de Rui Eduardo Paes (27). Uma banca de discos Clean Feed / Shhpuma estará à disposição nos dois dias.

Mais uma semente para uma Parede cheia de jazz no futuro…