, 4 de Dezembro de 2014

TOAP: o fim de uma editora

Má notícia. A editora discográfica portuguesa TOAP, iniciais de Tone of a Pitch, acaba de anunciar o fim das suas actividades. Motivo: as baixas vendas do seu catálogo tornaram incomportável a continuação do programa de edições mantido desde 2001 pelo seu responsável maior, o guitarrista e compositor André Fernandes. Nem mesmo a parceria recentemente realizada com a Orquestra Jazz de Matosinhos, para lançamento dos projectos desta, teve bons resultados. De salientar que a decisão surge pouco depois da edição do excelente álbum “Projecto TOAP / Guimarães Jazz 2013”, do João Guimarães “Zero”, um dos mais importantes títulos de sempre desta etiqueta que se propôs seguir como única premissa a qualidade e também um sério candidato aos Melhores de 2014.

Para trás ficaram discos já históricos como “Imaginário” do próprio André Fernandes, “Pueblos” do falecido saxofonista Jorge Reis e muitos outros de músicos como Damien Cabaud, Nelson Cascais, Jeffery Davis, Bruno Santos, Mikado Lab, Nuno Costa, Matt Pavolka, André Matos ou Dan Weiss. Em consequência do fim da existência daquela que era uma das mais importantes iniciativas editoriais do jazz em Portugal, com interessante projecção além-fronteiras, o sítio www.toneofapitch.com encontra-se já “offline”. A cena jazz nacional sofre, assim, um rude golpe e fica mais pobre. Sinal destes tristes tempos que vivemos…