, 21 de Maio de 2015

Jazz e música improvisada voltam ao Serralves em Festa

Como é habitual, a edição de 2015 do Serralves em Festa vai incluir, a 29, 30 e 31 de Maio próximos, um programa dedicado ao jazz e à música improvisada, com sessões distribuídas entre os jardins de Serralves e os edifício da Fundação, designadamente Casa e Museu. O destaque vai para nomes como Phil Minton (foto acima), Bob Ostertag, Annette Krebs e um grupo histórico na linha do pan-africanismo cósmico de Sun Ra, The Pyramids. Aguardam-se igualmente as actuações de uma mão-cheia de músicos portugueses, como Susana Santos Silva, Jorge Queijo, Gabriel Ferrandini, Pedro Sousa, Filipe Felizardo, Gil Dionísio, João Guimarães e, integrados no colectivo Sonoscopia, Gustavo Costa, Henrique Fernandes, Alexandre Soares, Alberto Lopes e Ricardo Jacinto.

O Feral Choir de Phil Minton intervirá por duas vezes, uma no Largo da Estação, às 21h00 de dia 29, e a outra na Clareira das Bétulas, às 19h00 de 30 de Maio. O mesmo vocalista britânico tem outro concerto agendado para a Casa de Serralves, em duo com Bob Ostertag, às 17h00 de dia 31. Ostertag actuará igualmente a solo com o seu sintetizador, às 22h00 de 30, na Biblioteca.

O prjecto “Phonopticon”, da Sonoscopia, tem quatro apresentações na Casa. Duas no formato de instalação, das 10h00 de 30 de Maio às duas da madrugada e das 10h00 de 31 à meia-noite, e duas em concerto, a partir das 18h30 de dia 30 e das 15h30 de 31. Além dos nomes referidos acima, participam ainda Carlos Guedes, Filipe Lopes, José Alberto Gomes, Rui Dias e Rui Penha.

O Auditório de Serralves será ocupado por duas vezes a 30. Às 14h00 por Simão Costa e às 16h00 pelo duo Ozo, com disco prestes a sair pela Shhpuma. Annette Krebs participa em outro dueto, Telefon, com Steffi Weismann (16h30 de 30 de Maio, na Casa) e a solo, com “Konstruktion #1” (18h00 de 31, na Sala de Projecto).

Gabriel Ferrandini, Pedro Sousa, Gil Dionísio, João Guimarães e Angelica Salvi tocarão com os Pyramids de Idris Ackamoor, Babatunde Lea, Kimathi Asante, Heshima Mark Williams e Sandy Poindexter. Os dois primeiros dos convidados portugueses estarão igualmente no Ténis de Serralves a 31, pelas 16h00, e Dionísio fará um solo de violino, voz e electrónica no mesmo dia, mas às 14h30, na Casa. Meia-hora depois, no Museu, toca Guimarães.

Às 15h00 do mesmo dia 31 a Orquestra de Sopros da ESMAE estará no Prado. Às 16h00 será a vez de Filipe Felizardo na Sala de Projecto. Às 18h00, os SSS-Q de Santos Silva e Queijo estarão no Passeio da Levada. Às 19h00, no Prado, participam os Mark Ernestus’ Ndagga Rhythm Force. Finalmente, pelas 21:00, o guitarrista Peixe espera o seu público na Biblioteca. Parece muito, mas esta é apenas uma pequena parte do cartaz do Serralves em Festa, que inclui outras prestações musicais, teatro, dança, performance e mais…