, 5 de Junho de 2015

Jazz de volta a Braga

Já foi uma cidade do jazz, com um festival próprio, mas o Theatro Circo acabou com ele. O género musical vai estar, no entanto, de volta a Braga, por mão da GNRation. O ciclo Julho é de Jazz leva àquele espaço cinco concertos incontornáveis.

A 3 de Julho toca o Ohad Talmor Trio, também conhecido como Tziour, formado pelo saxofonista (e, ocasionalmente, tocador de flautas bansuri) com Miles Okazaki na guitarra e Dan Weiss na bateria (tocará também tablas?). No dia seguinte, será a vez do duo Peter Brotzmann / Steve Noble, com a sua música livre e intensa. Para o dia 11 há uma “double bill” com Joe Morris a solo (foto acima) e o Ensemble Super Moderne. Uma guitarra tocada sem efeitos de pedaleira, porque ao músico bastam os dedos, e um grupo português que toca a história inteira do jazz, tem alguma coisa de Frank Zappa e aplica uma noção da complexidade composicional que não torna menos vibrantes as improvisações. O dia 18 está entregue ao Rodrigo Amado Motion Trio, grupo que tem estado continiuamente em digressão, com o líder no auge das suas capacidades no sax tenor.

O que não se esquece aparece.