, 12 de Março de 2016

Mahanthappa e Hersch vêm ao Funchal Jazz

Já está anunciado o cartaz da edição de 2016 do Funchal Jazz. O festival terá lugar entre 14 e 16 de Julho, com dois concertos por noite. A 14 tocam o Fred Hersch Trio e Antonio Sánchez & Migration, no dia seguinte ocupam o palco primeiro a dupla de Maria João e Mário Laginha e depois Rudresh Mahanthappa (na foto) com o projecto “Bird Calls”. Fecham no dia 16 o Sexteto de Jazz de Lisboa e Gregory Porter.

Num dos seus formatos predilectos, o trio de piano jazz, o pianista Fred Hersch traz consigo os seus habituais companheiros, John Hébert (contrabaixo) e Eric McPherson (bateria). A música do grupo equilibra-se entre uma abordagem lírica e meditativa e outra mais intensa e swingante que dá largas à improvisação. O baterista e compositor Antonio Sánchez chega à Madeira com a formação que tem actualmente em rodagem, integrado pela cantora Thana Alexa, o saxofonista Seamus Blake, o pianista John Escreet e o contrabaxisita Matt Brewer. A vinda de Sánchez tem um atractivo suplementar para os cinéfilos: é ele o autor da banda sonora de “Birdman”, filme que ganhou quatro óscares.

Os nossos bem conhecidos Maria João e Mário Laginha não vão estar sozinhos no Funchal Jazz: com eles estarão os membros do trio do segundo, Bernardo Moreira (contrabaixo) e Alexandre Frazão (bateria), com a adição do acordeonista João Frade. Com “Bird Calls”, Rudresh Mahanthappa propõe-se recriar, mais do que interpretar passivamente, o espólio de composições de Charlie “Bird” Parker, com o apoio de Adam O’Farrill (trompete), Bobby Avey (piano), Thomson Kneeland (contrabaixo) e Rudy Roiston (bateria).

Devido ao desaparecimento de Jorge Reis e à preenchida agenda como docente de Pedro Barreiros, é um renovado Sexteto de Jazz de Lisboa que abrirá a última sessão do festival madeirense: no lugar de ambos estarão o jovem saxofonista Ricardo Toscano e o contrabaixista Francisco Brito, ao lado de Edgar Caramelo (saxofones), Tomás Pimentel (trompete), Mário Laginha (piano) e Mário Barreiros (bateria). O fecho de ouro faz-se com o sempre entusiasmante cantor de soul-jazz Gregory Porter, acompanhado por Tivon Pennicott (saxofone alto); Chip Crawford (piano), Jahmal Nichols (contrabaixo) e Emanuel Harrold (bateria).