, 20 de Abril de 2016

Junho na SMUP com EJN e Desvio

De 2 a 4 de Junho próximo, a SMUP – Sociedade Musical União Paredense vai albergar dois eventos complementares: o “board meeting” da Europe Jazz Network, associação que junta os mais importantes programadores de festivais e concertos da Europa (106 organizações), e o Desvio, uma “mostra de jazzes na Parede” que contará com 13 concertos programados. Além do propósito de apresentar aos melómanos portugueses alguma da melhor música que se faz entre nós, no mesmo espaço e num concentrado intervalo de tempo, o objectivo é ainda que a quinzena de participantes na reunião magna da EJN conheça o que se faz em Portugal nas áreas do jazz e da música improvisada, na perspectiva de que projectos nacionais possam ser revelados ao público de outros países.

Assim, a partir das 20h00 de 2 de Junho ouviremos Filipe Felizardo a solo, Hugo Carvalhais Nebulosa, o trio de Pedro Sousa, Miguel Mira e Afonso Simões e ainda o Gabriel Ferrandini Trio. A 3, à mesma hora, vez para Pedro Lopes solo, Bruno Parrinha / Luís Lopes / Ricardo Jacinto, João Hasselberg e Rodrigo Amado Motion Trio (foto acima). No dia 4, com início às 17h00, tocam Vicente|Marjamaki, Lama e Red Trio, às 22h00 começando a actuação de Sei Miguel a solo, seguindo-se o Ricardo Toscano Quarteto. Depois da meia-noite, estão ainda agendadas “jam sessions”.

Defenda a EJN que «a música é uma força positiva para a harmonia e o entendimento entre os povos», envolvendo «a diversidade de culturas inerente à família europeia», sendo esse o espírito da iniciativa que visa também colocar a SMUP e a vila da Parede (concelho de Cascais) no circuito habitual do jazz europeu.