, 2 de Janeiro de 2018

2018 começa bem

O ano de 2018 começa com boas novidades discográficas. Pela Sintoma Records está para sair o quinto disco de Desidério Lázaro, anunciado como «emocional e enérgico», num cruzamento entre jazz e rock. Em “Moving”, o saxofonista tem a companhia de João Firmino na guitarra, Francisco Brito no baixo e Joel Silva na bateria. Entretanto, está em fase de misturas finais um novo título dos Lokomotiv de Carlos Barretto, aquele que assinalará os 20 anos de actividade do grupo. Se também nestes temas o rock está muito presente, como vem sendo de norma no trio formado pelo contrabaixista e compositor com o guitarrista Mário Delgado e o baterista José Salgueiro, a sonoridade maciça proposta por Lázaro tem pelo lado dos três veteranos do jazz nacional o contraste de uma abordagem “picada”, se bem que de formas não propriamente previsíveis – por exemplo, a faixa “Lugar Sem Lugar” começa com um particularmente belo ambiente entre o renascentista e o electrónico. A tríade de improvisações integrais incluída irá igualmente surpreender, dado o carácter tendencialmente abstracto das ditas. Numa passagem, Delgado parece mesmo um Derek Bailey “on speed”. Alguma coisa do que será o álbum estará em palco já a 10 de Janeiro – os Lokomotiv protagonizam uma das Lx Jazz Sessions do Rive Rouge.