Dance Around In Your Bones

Michael Jaeger Kerouac: “Dance Around in Your Bones” (Intakt)

Intakt

Gonçalo Falcão

A primeira boa impressão dada por este disco é a boa sonoridade do grupo. Jaeger tem um grande som no clarinete e no sax tenor e o resto do quarteto instala as composições do líder com enorme coesão e qualidade. Usando uma linguagem clássica, tonal, que parte das melodias para a improvisação fazendo-o bem.

O nome da formação dá-nos poucas pistas. Kerouac remete-nos para as viagens beatnik ou para o tema de Dizzy Gillespie, mas ficamos em ambos os casos com uma ideia de liberdade. Infelizmente, esta não é cumprida…

O primeiro CD (“Outdoors”) tinha Greg Osby como um dos convidados e isto dá-nos uma ideia não só da qualidade da execução, mas também do tipo de caminho musical escolhido. Apesar do bom “feeling” rítmico dos temas, que muitas vezes se aproximam da ideia que o hard bop fazia da soul, não se consegue escapar do quadro mental suíço e das métricas demasiado perfeitas. Esta é uma música sem ar e sem borboletas a baterem asas em Tóquio.

Apesar do grande som e dos bons temas, bem como da escrita sem geometrismos germânicos, ficamos com a sensação de que os Kerouac ainda não acharam o seu caminho e a sua voz própria. Ou seja, de que ainda estão “on the road”.

  • Dance Around In Your Bones

    Dance Around In Your Bones (Intakt)

    Michael Jaeger Kerouac

    Michael Jaeger (saxofone tenor, clarinete); Vincent Membrez (piano); Luca Sisera (contrabaixo); Norbert Pfammatter (bateria)