Pericopes: “The Double Side Vol. 1 & 2” (RAM Records)

Rui Eduardo Paes

Os dois Pericopes são Alessandro Sgobbio, pianista, e Emiliano Vernizzi, saxofonista, figuras em destaque de uma nova vaga de músicos no jazz de Itália. Músicos com garra e com ideias, de técnica sólida e imaginação viva, no caso com percursos que partem do pós-bop, andam pelos circuitos de uma reformulada fusão jazz-rock (Vernizzi pertence ao grupo Altare Thotemico, que ali se diz serem os novos Area) e aventuram-se, ainda que timidamente, pela chamada “vanguarda”.

Os dois discos que compõem “The Double Side”, “Lights” e “Shadows”, oferecem-nos abordagens distintas de um jazz europeu mais marcado pelo que se passa na Escandinávia do que pelo “som ECM”. Ou seja, propõem uma música sofisticada, mas expressivamente quente. Um é agitado, frontal, indo por tempos rápidos; o outro congrega peças mais introspectivas e lentas. Os dois CDs têm como factor unitário o gosto pela melodia, chegando esta a ser, por vezes, excessivamente melosa. Nada que nos surpreenda no jazz transalpino, com a vantagem de essa característica estar bem equilibrada com os outros factores que importam no jazz: entrega, autenticidade e fogo. Dêem uma ouvidela, ou várias.