II

Lawnmower: “II” (Clean Feed)

Clean Feed

Gonçalo Falcão

O segundo disco do quarteto do baterista Luther Gray e do saxofonista Jim Hobbs era aguardado com curiosidade, depois da boa surpresa em 2010. O grupo apresenta agora uma formação substancialmente diferente, com o violino de Kaethe Hostetter e o baixo eléctrico de Winston Braman a substituírem as duas guitarras. O resultado e bastante mais interessante.

O som global do grupo assenta num “groove” muito devedor ao modalismo de John Coltrane e em particular de “Love Supreme”. Uma estrutura regular e baloiçante, feita de longas linhas de baixo e de uma bateria aberta e descontraída, suporta os solos de sax e violino, que em alguns temas soa aguitarrado por via do processamento.

O som parece um funk vagaroso e artesanal, criado pela enorme espessura das linhas repetitivas no baixo e pelos tempos simples da bateria. Uma rítmica pendular e lenta atravessa grande parte do disco. Em sentido oposto vêm as ideias solísticas do alto de Hobbs - sempre a mudar de direcção dentro de um caminho que parecia previsível – e uma resposta forte e criativa do violino (por vezes quase Stuff Smith), retirando o disco da normalidade e do “eu conheço isto” para o “eu conheço isto, mas até não é aquilo que eu conheço”.

O segundo Lawnmower instalou-se no meu leitor de CDs sem vontade de dar a vez a outros discos: é uma das melhores opções para o imenso Sol que apareceu nesta época primaveril.

  • II

    II (Clean Feed)

    Lawnmower

    Luther Gray (bateria); Jim Hobbs (saxofone alto); Kaethe Hostetter (violino); Winston Braman (baixo eléctrico)