Marianne

Liquid Trio: “Marianne” (Vector Sounds)

Vector Sounds

Rui Eduardo Paes

O nascimento da chamada “música improvisada europeia” na década de 1960 teve motivações ou influências políticas (de cariz libertário, trotzkysta, maoísta ou leninista) que ao longo da evolução desta tendência se foram esvaziando. Tanto assim que, hoje, até muitos praticantes mais radicais dos seus princípios (recordemo-los: liberdade criativa, igualdade de papéis na construção musical, busca de equilíbrios entre os factores colectivos e individuais) são lestos a afastarem quaisquer conotações com a movimentação anticapitalista que vai surgindo por todo o mundo.

Assim não acontece com o mentor do Liquid Trio, o pianista catalão Agustí Fernández, que há uns anos levou para a estrada um projecto de adaptação do cancioneiro da Guerra Civil de Espanha e apresentou ao público uma homenagem ao histórico militante anarquista Buenaventura Durruti em que participaram, por exemplo, Evan Parker e o português Carlos “Zíngaro”.

Este disco, o segundo do trio de Fernández com Albert Cirera e Ramon Prats, é uma evidência disso mesmo, consistindo num sentido tributo a Marianne Brull, suíça radicada em Barcelona que é uma das, ainda vivas, figuras emblemáticas da resistência ao franquismo e uma das responsáveis da editora Ruedo Ibérico, que por alturas da ditadura se especializara na publicação de literatura “subversiva” da autoria de anarquistas, comunistas e outros não-conformados. Mais tarde, Brull distinguiu-se igualmente pelo apoio dado ao desenvolvimento do jazz progressivo e da improvisação na Catalunha, nesta área reconhecendo que havia mais uma frente de combate.

O agradecimento público é feito por este CD de “ruidismo improvisado”, como os próprios músicos o apresentam, numa abordagem pura e dura que tem tanto de sublime quanto de agreste. Uma vez que seja, a improv volta a empunhar a “machine gun” que já passou pelas mãos de Peter Brotzmann. Haja esperança…

  • Marianne

    Marianne (Vector Sounds)

    Liquid Trio

    Agustí Fernández (piano); Albert Cirera (saxofones tenor e soprano)Ramon Prats (bateria)