Tete Mbambisa: “Tete’s Big Sound” (Mad About Records)

Tete Mbambisa: “Tete’s Big Sound” (Mad About Records)

Mad About Records

Gonçalo Falcão

Mais uma peça encontrada debaixo do tapete do enorme puzzle do jazz sul-africano, através de uma reedição cuidadosa. Tete Mbambisa. Em LP, sem códigos de barras, como deve ser.

Tete Mbambisa é pianista e contribuiu para a instalação de um estilo inovador no instrumento e, fazendo-o, para achar a fórmula que permitiu preservar a tradição rítmica e melódica urbana da África do Sul, em particular o Marabi (um estilo que mistura o jazz e blues importados da América com os sons e ritmos locais, desenvolvido no final da década de 1920 com processo de urbanização e com as “townships”. O Marabi nasce nos "Shebeen", bares dos sowetos, para favorecer a bebida, a descontração, a dança e socialização).

Este disco, o primeiro do pianista editado em 1976, lançado na independente “As-Shams/The Sun”, tornou-se raro e atingiu preços impeditivos no mercado de segunda mão. Apesar de ser o seu LP inaugural, o pianista chega ao estúdio com uma carreira intensa como compositor, arranjador e líder que remonta ao início da década de sessenta. Ouvimo-lo por isso num ponto alto do seu percurso, a tratar maravilhosamente a síncope rítmica da música popular urbana do país, traduzida para o jazz.

“Tete’s Big Sound” é feito com um quinteto de metais (dois tenores, alto, barítono e trompete), guitarra elétrica, o magnífico baixo sulafricano e bateria a acompanhar o piano (e piano elétrico). A dimensão orquestral faz-se ouvir desde a primeira faixa, com os metais a tomarem conta da música. A beleza da música e do grupo sai frequentemente da pobreza extrema dos subúrbios negros de Capetown para nos instalar num palco sofisticado de um casino; nota-se a preocupação nos arranjos para a secção de metais, cuidados e bem previstos, especialmente para estruturar os momentos solistas. A limpeza do som e a banda a tocar descontraída, mas coesa, faz o resto da magia.

“Tete’s Big Sound” é uma afirmação da excelência da música negra sul-africana. Mais um prego no regime do Apartheid que não lhes reconhecia sequer o direito de frequentar a praia ou de ficar nas cidades depois das cinco da tarde. E se é verdade que o trabalho de Mbambisa ouviu atentamente o piano do jazz americano, não é menos que tem uma voz original. Ouvimos o mesmo sentido de elevação e libertação negra que reconhecemos no jazz americano, mas tratado com um filtro diferente. Uma ideia de beleza e organização.

Esta reedição de 2021, feita em colaboração com o músico agora com oitenta anos, disponibiliza-nos mais uma obra esquecida e faz parte de um trabalho arqueológico-musical em curso, fundamental para compreender a música tão rica da África do Sul.

Este disco regressa ao convívio dos amantes de música através da Mad About Records, uma editora do colecionador português Joaquim Paulo que se tem especializado em bem reeditar discos raros e cujo trabalho merece todo o nosso apreço.

  • Tete’s Big Sound (Mad About Records)

    Tete Mbambisa

    Tete Mbambisa (piano), Barney Rachabane (sax alto), Duku Makasi (sax tenor), Aubrey Simani (sax tenor), Freeman Lambatha (sax barítono), Tex Nduluka (trompete), Enoch Mthalani (guitarra elétrica), Sipho Gumede (baixo elétrico),  Dick Khoza (bateria)

Agenda

30 Novembro

Sul

Museu Nacional Soares dos Reis - Porto

30 Novembro

Miguel Ângelo Quarteto

Teatro Municipal de Bragança - Bragança

30 Novembro

Gonçalo Sousa e Francesca Guatteri

Fábrica Braço de Prata - Lisboa

30 Novembro

Orquestra Jazz de Matosinhos com Chris Cheek

Casa da Música - Porto

01 Dezembro

Manuel Oliveira, Rodrigo Correia, Alexandre Frazão e Tomás Marques

Fábrica Braço de Prata - Lisboa

01 Dezembro

Sul

Hot Clube de Portugal - Lisboa

02 Dezembro

MJAJA

O'culto da Ajuda - Lisboa

02 Dezembro

João Lencastre Free Celebration

SMUP - Parede

02 Dezembro

Júlio Resende

Fábrica Braço de Prata - Lisboa

02 Dezembro

Sul

Hot Clube de Portugal - Lisboa

Ver mais