Marianne

Liquid Trio: “Marianne” (Vector Sounds) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Vector Sounds

O nascimento da chamada “música improvisada europeia” na década de 1960 teve motivações ou influências políticas (de cariz libertário, trotzkysta, maoísta ou leninista) que ao longo da evolução desta tendência se foram esvaziando. Tanto assim que, hoje, até muitos praticantes mais radicais dos seus princípios (recordemo-los: liberdade criativa, igualdade de ...

Ler mais

Alex Zhang Hungtai / David Maranha / Gabriel Ferrandini: “Âncora” (Grain of Sound) (Curtas)

Curtas

Canadiano nascido na Formosa, Alex Zhang Hungtai tornou-se objecto de culto nas margens do pop-rock com o pseudónimo de Dirty Beaches, apresentando uma música centrada em torturadas vocalizações e na utilização parcimoniosa de “samples” e de guitarra, calhando que em Portugal conquistasse um bom número de fãs. Nas suas vindas ...

Ler mais

Paulo Chagas: “Oboe Solos” (Zpoluras) (Curtas)

Curtas

Apesar de, nos territórios do jazz e da música improvisada, Paulo Chagas ter vincado o seu nome a tocar instrumentos como o saxofone alto e o clarinete baixo, o seu especial apreço pelos instrumentos de palheta mais agudos tem sobressaído nestes últimos anos. Aliás, é com insistência que vem surgindo ...

Ler mais

Nate Wooley / Daniele Martini / João Lobo: “Legacy of Ashes” (Creative Sources) (Curtas)

Curtas

A gravação é de 2011 e há muito pedia que fosse editada em disco. Tal acabou por acontecer este ano (2016) na quase improvável Creative Sources – “improvável” dado o cunho acentuadamente jazzístico da música que nestes temas se ouve e “quase” porque a editora de Lisboa que nos habituámos ...

Ler mais

Adrien Marco Trio: “Voyages” (Kiss Kiss Bang Bang) (Curtas)

Curtas

Ouvir o novo álbum do Adrien Marco’s Trio constitui uma viagem por si mesma. O título “Voyages” não podia ser mais acertado. A excelente tonalidade de guitarra de Marco convida-nos a viajar pela essência do “swing” cigano, acrescentando-lhe os sons mediterrânicos da sua cidade natal italiana. A amplitude da música ...

Ler mais

In On the 2

Remi Harris: “In On the 2” (Yardbird Arts) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Yardbird Arts

Remi Harris é um dos mais bem-sucedidos e prestigiados dos guitarristas britânicos do jazz cigano. No seu segundo álbum – “In On the 2” – leva o estilo de Django Reinhardt até um novo nível, fundindo referências vindas do jazz, dos blues, do rock, do funk e de várias músicas ...

Ler mais

Malagasy Roots

Tahina Rahary: “Malagasy Roots” (edição de autor) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Edição de autor

O álbum “Malagasy Roots” de Tahina Rahary é marcado por uma fluidez e uma naturalidade rítmica desconcertantes, combinadas com uma multiplicidade tímbrica e uma plasticidade melódica sem igual. A guitarra, o saxofone tenor e a voz estão em perfeita sintonia ao longo do tema de abertura. Aqui o contraponto rítmico ...

Ler mais

Plays the Music of Weather Report

Miroslav Vitous: “Plays the Music of Weather Report” (ECM) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / ECM

Miroslav Vitous (vénia) é um dos grandes. Tem discos gigantescos na década de 70 do século passado, começando por “Infinite Search” (1970). Nascido na antiga Checoslováquia, chegou a Nova Iorque em 1967 e a sua enorme qualidade musical integrou-o rapidamente na cena americana (Miles Davis, Stan Getz, Chick Corea, etc.). ...

Ler mais

Z-Country Paradise

Z-Country Paradise: “Z-Country Paradise” (WismArt) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / WismArt

Os Z-Country Paradise são mais um grupo que funde o rock e o jazz, entregados numa mistura de grande qualidade. A capa do CD usa uma linguagem gráfica própria da secção Indie/Alternativa das lojas de discos, onde pode ser indexado sem problemas. Apesar do fluxo de improvisação instrumental que corre ...

Ler mais

Pulverize the Sound

Pulverize the Sound: “Pulverize the Sound” (Relative Pitch Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Relative Pitch Records

Pulverize the Sound é um trio de bateria, baixo eléctrico e trompete, sendo que o trompete é de Peter Evans. Começo assim porque o nome não é de somenos importância: Evans é um dos grandes virtuosos do trompete na actualidade e só por isso este disco adquire uma relevância acrescida.

...

Ler mais

Ana

Paal Nilssen-Love Large Unit: “Ana” (PNL Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / PNL Records

Pense-se na angústia do compositor de uma “big band” de jazz. O grupo é grande, há muita gente a quem é preciso distribuir funções e pautas e neste domínio já foi tudo feito. Felizmente, os nórdicos têm um pragmatismo inato que os faz saltar incólumes sobre muitas destas questões existenciais. ...

Ler mais

A la face du Ciel

João Camões / Jean-Marc Foussat: "À la Face du Ciel" (Shhpuma) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Shhpuma

A estadia em Paris de João Camões reuniu com felicidade este duo. A junção da viola, instrumento profundamente inserido na tradição musical europeia, com a electrónica - situação musical tremendamente variável e não referenciável - não é nova: é inevitável referir Carlos “Zíngaro”, pois foi ele quem abriu este caminho ...

Ler mais

Ulrich Mitzlaff: “X-Run-4 Prismatique” (Crónica) (Curtas)

Curtas

Quando na improvisação o “aqui” é tão importante quanto o “agora”, natural será que algumas das práticas desta área valorizem especialmente o factor “site specific”, ou seja, as situações em que o ambiente da actuação musical influencia a própria caracterização desta e os desenvolvimentos efectuados. É esse o caso, precisamente, ...

Ler mais

Fail Better!: “Owt” (NoBusiness) (Curtas)

Curtas

Ainda com a formação original (ou seja, incluindo João Guimarães e João Pais Filipe, que entretanto deram o seu lugar a Albert Cirera e Marco Franco), este é o segundo e muito aguardado álbum dos Fail Better!, grupo com base em Coimbra liderado pelo guitarrista Marcelo dos Reis e que ...

Ler mais

Nate Wooley / Hugo Antunes / Jorge Queijo / Mário Costa / Chris Corsano: “Purple Patio” (NoBusiness) (Curtas)

Curtas

A gravação já tem algum tempo (data de Maio de 2012), mas só agora vê a luz do dia numa edição em vinil. Vale mais tarde do que nunca, e o certo é que está aqui algo que apetecia ouvir. Porque são três as baterias, para um só trompete e ...

Ler mais

M2: “Pink” (Creative Sources) (Curtas)

Curtas

O nome de Maria da Rocha pode não ser familiar aos melómanos do jazz e da música improvisada em Portugal, e isso porque esta violinista e violetista de Lisboa tem trabalhado, sobretudo, nos circuitos de Berlim e Estocolmo e grande parte da sua dedicação vá para a interpretação dos grandes ...

Ler mais

Gonçalo Prazeres: “Snapshot” (edição de autor) (Curtas)

Curtas

Pois, a bola de neve continua a rolar pela encosta abaixo, e temos aqui mais um óptimo disco do novo jazz português. Ainda que não constitua uma verdadeira surpresa: o trajecto do saxofonista alto Gonçalo Prazeres vinha apontando para este desenlace e ei-lo que se concretiza com um quinteto de ...

Ler mais

Paulo Alexandre Jorge ImprobableTrio: “Elemen1s” (Creative Sources) (Curtas)

Curtas

Músico particularmente activo do Porto, envolvido em vários agrupamentos na cena nacional, o saxofonista Paulo Alexandre Jorge ganhou a fama de ser um dos mais – senão o mais – virulento(s) sopradores deste país, assim como uma espécie de Peter Brotzmann de alma portuguesa. Um concerto que o envolva chega, ...

Ler mais

Alexandre Coelho Quartet: “Sunday” (Sintoma Records) (Curtas)

Curtas

Num país onde durante muito, demasiado, tempo a designação “mainstream” era sinónimo de música mole e com pouca personalidade, reproduzindo passivamente modelos datados e exaustivamente repetidos, tem sido muito positivo descobrir uma nova geração de músicos de jazz a pegarem na tradição para a partir desta criarem projectos de uma ...

Ler mais

Signs of the Silhouette: “Nu” (Bambalam) (Curtas)

Curtas

Quando os Signs of the Silhouette se fizeram acompanhar ao vivo por Hernâni Faustino e Helena Espvall no contrabaixo e no violoncelo respectivamente, soaram como se os Godspeed You! Black Emperor tivessem convertido o seu psicadelismo de dimensão orquestral às coordenadas da improvisação. E quando o primeiro, como único “convidado ...

Ler mais