Sines em Jazz, 5 de Setembro de 2013

Sines em Jazz

Música a lápis

desenho "Gil" Maddalena

O artista francês “Gil” Maddalena vem desenhando o Festival Músicas do Mundo desde logo a sua primeira edição, mas agora podemos vê-lo igualmente, de bloco e lápis, entre o público do festival de jazz da costa vicentina. Eis aqui o que viu na música tocada…

Vive nos arredores de Lagos, onde fixou residência após ter andado “por aí” com a sua companheira. É francês do Sul mediterrânico, mas vivia na Bretanha antes de lhe apetecer viajar pelo planeta. Planeava estar em Portugal apenas uns dias, mas desde 2004 que foi ficando e agora tem por cá a sua própria horta.

“Gil” Maddalena considera-se um “observador”, e se nesta série de desenhos feitos ao longo dos três dias do Sines em Jazz de 2013 não está um que traduza as suas impressões do concerto dos Zorra foi por uma razão de força maior: «Não senti.»

Em cima, o Coreto Porta-Jazz na perspectiva do "Gil"...

 

Rui Vinagre (Trilhos)

 

Rúben da Luz (Funky Bones Factory)

 

Nils Okland (1982)

 

Sigbjorn Apeland (1982)

 

Carlos Martins (Carlos Martins Quarteto)

 

Mário Delgado (Carlos Martins Quarteto)

 

Carlos Barretto (Carlos Martins Quarteto)

 

Kiko (Kiko & The Jazz Refugees)

 

Acácio Salero (Kiko & The Jazz Refugees)

 

João Frade e Munir Hossn

 

Munir Hossn

 

Maria João

 

Vasco Agostinho (Rui Teixeira Group)

 

José Carlos Barbosa (Coreto Porta-Jazz)